sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

O dia em que eu visitei o obelisco - mas não amarrei o cavalo

Estou devendo narrativas ao blog. Sorry people, essas últimas semanas têm sido de bastante trabalho. Muitas idéias pra tese, muita coisa pra pensar e organizar, e também o começo dos preparativos pra voltar pros trópicos, afinal em exatos vinte dias, estarei pisando novamente em solo brasileiro.

Bom, ainda não é hora de fazer o balanço das aventuras marilandianas. Então deixa eu contar que na sexta-feira antes do Thanksgiving eu e o baiano fomos dar mais uma explorada em DC. O plano era subir no obelisco, visitar um museu e fazer um happy hour em Georgetown.

Saímos às sete da manhã pra chegar no obelisco na hora da abertura e evitar filas enormes. Tava frio, obviamente, mas não tão frio quanto no dia em que fomos ao Capitólio. Descemos na estação Smithsonian, perto dos museus, e caminhamos até o Obelisco. Atrás de um dos museus, nos deparamos com uma réplica do Louvre:

"mamãe, tô na França" rs...
Nosso objetivo, ainda longe
mais pertinho

Mesmo chegando no horário de abertura, os ingressos pra primeira subida já estavam esgotados. Os ingressos são gratuitos, como a maioria das coisas em DC, e a gente retira na hora mesmo (se quiser reservar tem que pagar uma taxinha). Os ingressos são com horário marcado, afinal o obelisco é estreitinho e não cabe muita gente de cada vez. Conforme vai chegando a hora de subir, o povo vai se organizando em filas e os guardinhas vão controlando quanta gente tem dentro e deixam subir de pouquinho em pouquinho. Parece difícil, mas funciona. 

Como os ingressos pros primeiros dois horários já estavam esgotados, pegamos pras 11:30 e aproveitamos o tempo "livre" pra ir até o Lincoln Memorial, passando pelo memorial da segunda guerra. Essa região de DC é muito bonita (tá, não conheci nenhuma região feia de DC até agora), tem vários prédios governamentais, memoriais, etc, e todos são considerados parques - apesar de não terem muito a ver com o que a gente chama de parque no Brasil.

Obelisco, também conhecido como "Washington Memorial",
visto de costas (eu sei, é igualzinho à frente... rs)
panorâmica do parque e arredores: à esquerda o Memorial da
Segunda Guerra, na frente é a Casa Branca (não dá pra ver)
e mais à direita fica o obelisco
"entrada" do Memorial da Segunda Guerra



aquela coisa branca lá no fundo é o Lincoln Memorial
um dos muitos detalhes do Memorial



"aqui marcamos o preço da liberdade"

Dia D - 6 de junho de 1944
pra vocês terem uma noção do tamanho

Como deve ter dado pra ver nas fotos ali em cima, continuando em linha reta a gente chega no Lincoln Memorial, dedicado, adivinhem!, ao presidente Abraham Lincoln. Lincoln foi o 16º presidente dos Estados Unidos, e é famoso por ter tentado acabar com a Guerra Civil e por ter abolido a escravidão. Ele foi reeleito na esperança de que conseguisse, com um segundo mandato, acabar com a guerra, mas acabou sendo assassinado na sexta-feira santa do primeiro ano de mandato, no teatro Ford, em Washington, por um ator chamado John Wilkes Booth (quem assistiu "A Lenda do Tesouro Perdido 2: o livro dos segredos" deve lembrar vagamente dessa história - é a cena inicial do filme).

chegando

Mr. Lincoln (sim, quem assistiu "Planeta dos Macacos"
deve lembrar da cena com essa estátua no final do filme)

viram como é uma linha reta?
panorâmica de cima das escadarias

Na volta pro obelisco, fomos pelo meio das árvores e nos deparamos com o esquilo mais simpático de todos os tempos (até o momento; logo depois encontramos um ainda mais amigável, mas falo sobre isso depois): a gente conseguiu chegar superperto dele e eu acho que ele só não veio mexer na minha mão porque não tinha comida nela. Mas que chegou pertinho, chegou. Ficamos uns dez minutos ali parados em volta dele e ele não saiu correndo!


meu esquilo, meu amiguinho :) 
a Casa Branca
os caras levam tão a sério essa história de parque nacional
que, mesmo sem ter nenhuma árvore no parque do obelisco,
os guardas florestais é que cuidam do local

Por sorte, tinha pouco movimento na hora em que a gente ia subir e conseguimos subir bem antes do previsto. Dentro do obelisco não tem muita coisa, só um vestíbulo e um elevador que te leva lá pra cima. Lá em cima tem quatro janelas, uma em cada face do obelisco, e dá pra ver todos os prédios importantes e o rio Potomac.  

esperando o elevador com George Washington

"frente" do obelisco: The Mall, museus Smithsonian dos dois lados,
e no fundo o Capitólio
Capitólio mais de pertinho
lado direito - o vidro tava muiiiito sujo

o redondinho aí embaixo é o Jefferson Memorial
(já vou falar mais sobre ele)
fundos: Memorial da Segunda Guerra (mais perto) e
Lincoln Memorial lá no fundo. O Lincoln Memorial
tem saída pro rio, no post de Alexandria tem uma foto
Memorial da Segunda Guerra mais de perto
Lincoln Memorial e o rio mais de perto
lado esquerdo: Casa Branca e a Elipse (essa praça
redonda que fica na frente da Casa Branca)
close na Casa Branca e, aqui embaixo na foto, a árvore
de Natal nacional
um andar abaixo do mirante tem informações sobre o
George Washington

Na descida tem uma coisa bem legal, que não deu pra fotografar porque ou eu fotografava, ou olhava: o elevador vai parando, a iluminação muda, e as portas do elevador, que são de vidro, te deixam ver as pedras que cada estado mandou pra compor o obelisco. São muito bonitas. A gente não vê todas, mas o que dá pra ver eu achei bem legal.

Saindo do obelisco, em vez de irmos comer e ver um museu, acabamos fazendo um pequeno desvio até o Jefferson Memorial. Tava em obras, então tivemos que dar uma volta pra chegar. Mas valeu a pena: vimos parte de um vídeo sobre ele, depois subimos até o memorial propriamente dito (onde fica a estátua):

o Memorial, do outro lado do rio

enorme e imponente


um amiguinho esquilo perdido no Memorial
ele veio perto de mim!
mais perto...
e quase subiu na minha perna!
olha só!!!!! que emoção!!!! nunca um esquilo tinha chegado
tão pertinho de mim :)
"Mas não é só apenas isso!" Fomos pro outro lado do Memorial pra ver o rio e o bichinho veio atrás! Parecia cachorro quando segue a gente, coisa mais engraçada. Teve uma hora que ele quase subiu na minha perna (eu tava de pé). Mas quando a gente se abaixava pra falar com ele e estendia a mão, ele vacilava e dava dois passinhos pra trás. Ficamos um bom tempo ali nos divertindo com ele, mas não conseguimos convencer ele a entrar na sacola e vir embora com a gente.

olhem o nível de proximidade! 
"entra aqui nessa sacolinha, entra" hehehe
No fim deixamos o bichinho lá e seguimos o nosso rumo, se é que a essas alturas ainda tínhamos algum. Tínhamos sim! Fomos almoçar no castelinho do Smithsonian. Eu peguei uma sopa fervendo, que queimou o meu céu da boca de um jeito tão violento que saiu a pele e ficou doendo o dia inteiro, e mais alguns dias depois. Horrível, meu deus, que sensação péssima! Mas o pior de tudo é que a língua, que é o que normalmente a gente queima nessas horas, não queimou nem um tiquinho. Vá entender... 


Gentes, esse post já tá grande demais, já tá tarde demais e amanhã é preto no calendário. Vou deixar pra contar o resto da aventura outro dia. Mas preparem-se: ela envolve dinossauros!

4 comentários:

Eduardo disse...

Nunca imaginei que desse pra subir no obelisco! Agora que tu postou eu reparei que tem umas janelinhas pequeninhas lá em cima...

Anônimo disse...

Guarda Florestal sem floresta... hehehehe...
Já falei que tua máquina nova é bem legal?!!
Eu não consegui ver as fotos em tamanho ampliado :( net do lula):

Leo disse...

Pois é, Duda, eu também não sabia que dava pra subir. Mas já que dava, e era de graça, achamos por bem aproveitar! :)

Amore, o guarda florestal parece o guarda do Zé Colméia :)

Isis Barros disse...

D. Maria,

Adorei o post e percebi uma coisa curiosa...

1. Em Buenos Aires tb tem um Obelisco que fica no centro do centro administrativo. É a partir dele que começam (ou terminam) todas as ruas famosas do centro de Buenos Aires, inclusive La casa Rosada.

2. A vista de cima do Obelisco, na sua foro, lembra bastante Paris de cima da Torre Eiffel. Acho que Rerisson deve ter comentado algo do tipo...

Tô adorando o blog e acompanhando tb.

Bjs e Sucesso!