sexta-feira, 23 de julho de 2010

College Park 40ºC

Hoje eu tive, finalmente, minha primeira reunião com o Norbert. E confirmei não só as minhas primeiras impressões, mas também todas as minhas expectativas sobre ele: o cara é o máximo! Divertido, me deixou super à vontade e falou mais de uma vez que quer acompanhar de perto o meu trabalho enquanto eu estiver por aqui. E o cara é muito ligado, sacou rápido que eu sou da área ítalo-descendente do Brasil e me contou que os pais dele moraram na Itália. Putz, muito legal. Sim, ele também gostou do meu trabalho, achou os dados interessantes e botou fé na análise que eu tou dando pras coisas. Me senti alguém. Na verdade eu apresentei duas coisas pra ele hoje, uma parte mais pronta da tese que eu até já submeti pra publicação e uma outra parte que tá mais incipiente ainda. E aí pra essa segunda parte da reunião ele chamou também uma outra professora daqui, a Tonia, que é super especialista no assunto, então já tive dois feedbacks ótimos na mesma tacada. Sem contar que a Tonia também é muito receptiva e simpática, eu já tinha conhecido ela no dia em que eu cheguei e fui muito com a cara dela. Incrível como aqui todo mundo faz a gente se sentir em casa.

Fora isso, passei o resto do dia no CNL trabalhando. Fui munida com uma blusa e uma manta, mas hoje a temperatura tava mais normal, felizmente. O Brian me ajudou a configurar o meu computador pra eu poder mandar imprimir coisas direto do meu computador pra impressora via rede wireless da universidade. Fantástico, agora já posso imprimir o que eu quiser sem encher o saco da Kathi. De tarde saí pra ir até a loja de informática da universidade, no Patuxent Building, procurar um limpador pro meu computador (tá imundo o coitado). Não tinha. Fiquei bem frustrada, porque hoje tinha alerta de calor excessivo - chegou aos 100ºF com sensação térmica de 105ºF (40ºC) - e eu mesmo assim andei dez minutos nesse Saara debaixo do sol das três da tarde pra nada. Aliás, tinha também um alerta de poluição aqui hoje (esse país é o campeão dos alertas), e o céu tava igual ao de São Paulo nas piores épocas: branco. Não azul, branco. O que é estranho, porque em São Paulo eu entendo de onde vem a poluição, mas aqui em Prince George, apesar de ser perto de Washington, tem basicamente casinhas, a universidade e mato, então não vejo muito de onde saia essa poluição toda.

Bom, como eu tinha reunião às 11 e imaginei que fosse demorar (ficamos quase duas horas conversando), levei só um sanduíche e umas bolachinhas salgadas pra universidade hoje. Resultado: cheguei em casa morrendo de fome. Não pestanejei: abri o freezer e peguei a melhor carne pra cozinhar. Descongelei no microondas mesmo e fiz, ficou bem boa. Disfarçou o arroz horrível que eu tinha pronto. Sim, o arroz é horrível, e não fui eu que fiz errado, ele que é farinhento mesmo. Paciência, vou ter que acabar com o mega pacotão antes de comprar outra marca. E hoje cheguei em casa tremendo, com calafrios, acho que de tanto calor. Só passou depois que eu tomei um banho semi-gelado. Sensação horrível. Mas imaginem, agora (20:30) tá 97ºF (36ºC). E pra amanhã a previsão não é nada animadora, eu tava pensando em sair pra ver um celular mas se estiver horrível desse jeito não vou a lugar nenhum. Especialmente porque, como sempre, a previsão pra hoje de noite e amanhã é de tempestade. Com esse calor seria de estranhar se fosse diferente.

Notícia esquilística do dia: esquilos não têm medo de seres humanos. Hoje um veio pulando atrás de mim (eu na estradinha e ele na grama), e outro se atravessou na minha frente e quase que eu piso em cima.

2 comentários:

Clark disse...

Deixa eu explicar de onde vem a poluição.

Lula já explicou tudinho. O problema é que a Terra é redonda. Aí, quando ela gira, a poluição que está em um lugar, vai para outro lugar. No caso, a poluição foi produzida no norte do Japão e aí, com o giro da Terra, foi até Maryland.

Confere lá no Google Maps.

Anônimo disse...

Tu tem mesmo esperança de que vai encontrar um arroz decente por aí? Já que eles só vendem pacotão, imagino que tu vai demorar pra consumir tudo... E depois vai demorar pra comer outro... E com a infinidade de marcas que deve ter aí, mesmo que sejam 4, com o tipo de pacote acho dificil
hehehehe