quinta-feira, 29 de julho de 2010

The Police

Essa noite eu não dormi. Quer dizer, eu deitei, fechei os olhos e até acho que sonhei. Mas acordei um milhão de vezes durante a noite, suando muito. Ar condicionado ainda pifado e nem um ventinho entrando pelas janelas. Triste, muito triste.

Pulei da cama às sete e meia, como sempre, achando que eu ia desmaiar de tanto calor. Suei muito pra tomar café da manhã, mas tomei, afinal eu sou brasileira e não desisto nunca. Peguei carona com a Azadeh e vim mais cedo pra universidade, melhor ficar congelando no CNL do que fritando em casa. E aí aconteceu a coisa mais surreal do mundo: um carro da polícia começou a nos seguir. A Azadeh gelou, mas eu tava bem sossegada achando que devia ser coincidência. Pois quando ela entrou no estacionamento pra me largar o carro da polícia veio seco atrás e ligou aquele carnaval de luzes. Por um segundo pensei: é hoje que eu vou presa. Lembrei de todos os policiais carrancudos e grossos que a gente vê nos filmes e seriados e aí concluí que eu tava lascada mesmo.

Mas no fim não era nada, ele só queria notificar que ela tava com a luz do freio queimada. Falou pra ela ficar tranqüila que não ia rolar multa nem nada e foi bem simpático e sorridente. E no final deu "bom dia" pra ela em persa! Não, ele não era persa e não é fácil reconhecer um persa só de olhar (esse povo do oriente médio é todo meio parecido). Muito esperto!

Moral da história: tive minha primeira experiência com a polícia e saí sem traumas, felizmente. Grande vitória pessoal, pois como muitos de vocês sabem eu morro de medo de polícia. E ainda cheguei no CNL e botei um The Police pra ouvir.

7 comentários:

Anônimo disse...

Confessa ficou com medo de uma deportação né!! hehehe

Tigre disse...

Estrangeira que morre de medo da polícia? The usual suspect!

Leo disse...

não, gente, é só trauma de infância mesmo. todo mundo sabe que eu morro de medo de policiais e ciganas... rs

Clark disse...

O policial pediu para ver a licença dela? Imagino que por aí é que ele deve ter visto que ela é persa. Agora o saber dar bom dia na língua...

Ou... Esses carros de polícia dos EUA todos têm computadores agora. Ele pode ter consultado as informações pela placa... Talvez eles tenham até um sistema que dá, em alfabeto fonético internacional, a pronúncia da saudação na língua do motorista!

(Exagerado esse menino...)

Leo disse...

sim, ele pediu pra ver a licença. sim, ele acessou o sistema. mas ela é iraniana, né, a Pérsia não existe mais. e pelo que eu entendi no Irã se fala mais de uma língua. logo, mesmo com todas essas informações ainda é surpreendente que ele tenha acertado...

Vida disse...

Sabe como meu mdeo de polícia passou? Dou aula a 35 deles numa sala!!! Agora até defendo a "poliça" rs

Renato Lacerda disse...

Na única vez em que fui revistado pela polícia (com meus primos, numa blitz em Sampa), o policial me chamou de nerd, por ter um guarda-chuva na mochila.