domingo, 22 de agosto de 2010

D.C. parte IV - Aquário e Casa Branca

Passamos pelo Obelisco quase ao meio-dia. Vimos no mapa confuso e minúsculo do baiano uma rota pra chegar na Casa Branca e lá nos fomos. No caminho, muitos prédios governamentais bonitos e um prédio em homenagem ao Reagan, o Ronald Reagan International Trade Center:

Imenso!

Na frente desse prédio fica um prédio governamental que eu não lembro exatamente qual é, mas tem a ver com comércio. E nesse mesmo prédio fica o Aquário Nacional. Totalmente fora dos planos, decidimos ver quanto custava pra entrar. Nove dólares. Entramos.

Na verdade eu sempre quis ver um aquário desses. Achei superlegal, dá pra fotografar quase tudo e tem tudo quanto é tipo de bicho. Abaixo, algumas amostras pra vocês. A qualidade das fotos não tá lá essas coisas porque é bem escuro lá dentro e não pode usar flash, mas dá pra ver os bichinhos:

Logo na entrada, crocodilos!

Tartarugas!

Essa aqui parecia que tava tentando interagir, ficava indo e vindo e olhava pra gente. Já os peixes não deram muita bola.

Um cavalo-marinho. Eu contei 8 com muito esforço, ficam todos enroscadinhos assim, escondidos. Mas são lindos!

Um tubarão-qualquer-coisa. Tinha vários, em vários tanques, mas ô bichinho que não pára quieto pra foto!

O tanque mais lindo do aquário

Bichinho esquisitinho. Não se enganem com a foto, ele é menor que uma lagartixa.

Uma lagosta gigante. É maior que um gato. E claro que tinha gente em volta sonhando com ela dentro de uma panela hehehe

Um peixe-canivete hehehe (pra espada ainda falta muito :P)

Lagartixa-marinha? Sapo com perninha e rabo?

Sapinhos do tamanho de dedais. E altamente venenosos, segundo as informações

Olha ti pitinininhu :)

Enguia elétrica...

arraias...

e piranhas. Diretamente da Amazônia pro Aquário Nacional de Washington!

Ok, ok, vocês vão dizer que é um absurdo sair do Brasil pra ir ver piranha nos Estados Unidos. Mas eu nunca tinha visto e achei o máximo, eu que não vou pular no Amazonas e esperar elas me morderem pra conhecer. Falando em morder, elas não mostraram os dentões pra foto... E o pessoal ia alimentar os tubarões às duas, mas não ficamos esperando porque também tínhamos que nos alimentar. As piranhas só comem às sextas-feiras, pelo que eu entendi.

Ah, sim, não deu pra tirar foto do polvo gigante nem das moréias, porque é proibido. Alguns outros bichos que eu queria fotografar, tipo o tubarão-gato, que é minúsculo, e os lambaris (que eu fiquei imaginando fritinhos com polenta, nham!), não rolou porque as condições de iluminação não permitiram. Sorry. Mas de brinde vão aí dois videozinhos que eu fiz. O primeiro é uma tartaruguinha tentando pegar carona com a mãe. Só dá pra ver no comecinho e no finzinho, no meio do vídeo elas foram pra parte mais escura do aquário e não apareceu. Mas é fofo mesmo assim.

video

O segundo são os sapos azuis minúsculos supervenenosos fazendo o barulho deles, que na verdade parece um grilo. Esse é em homenagem à minha mãe, que adora sapos hehehe. E antes que tu reclame, mãe, escolhi os sapos mais bonitinhos pra te mostrar. Tinha uns bem feiosos e enrugados e horripilantes também, mas esses eu nem tive coragem de chegar perto, eca!

video

A lojinha do Aquário tinha absolutamente todos os bichos aquáticos de pelúcia. Fiquei louca pra comprar um tubarão, mas o auto-controle falou mais alto. Comprei só um ímã e uma tartaruguinha bem pititiquinha daquelas que balança a cabeça.

Bom, do aquário pra Casa Branca. Pertinho até. Mas a Casa Branca foi uma total decepção. Só dá pra ver a mil quilômetros de distância, com uma cerca na frente, e ainda por cima tava em reforma. Pra visitar por dentro é um trampo enorme e tem que marcar com um senador local uns dois meses antes. Vamos tentar, mas putz... É meio brochante. De qualquer forma, aí tá a foto:

Nhé...

Marco Zero. Fica na Ellipse, que é a praça na frente da Casa Branca

Lá também fica a árvore de Natal da nação. Meio caidinha... Logo atrás é o obelisco

Tá, depois disso tudo já eram quase duas da tarde e ninguém tinha almoçado. Voltamos então pra região do Smithsonian, que fica bem perto, e comemos um cachorro-quente de 34,80cm com Pepsi 500ml e batata-frita. Tudo isso por apenas US$9,75. Vai comer uma saladinha pra ver quanto custa... rs. Na real achei um roubo o preço do combo, se não fosse ali naquela região altamente turística tenho certeza que dava pra comer o mesmo produto por 6, 7 dólares.

Depois fomos, finalmente, nos aventurar no complexo Smithsonian. Aguardem o próximo post!

4 comentários:

Vida disse...

Não vi cavalo marinho nenhum... até ampliei a foto e nada!

Leo disse...

o cavalo-marinho é essa parte mais amarelinha bem no meio da foto... viu como eles se escondem bem? rs...

Nelci disse...

Muito grata pelo sapinho!!! Ahahah... tenho que admitir que é bonitinho...de longe, pelo menos.

Leo disse...

bonitinho, porém mortal hahahaha!